Blog de comunicación del Escolasticado Latinoamericano Sacramentino

Se ha producido un error en este gadget.

domingo, 19 de diciembre de 2010

Celebrar o Natal como glorificação de Deus, que nunca deixa de honrar a humanidade com a bênção promissora de seu Filho, através de seu Espírito; como a festa da existência divina se encarnando nas urgências humanas para inundarmos da sabedoria do re-nascimento de cada dia; como uma solenidade eucarística a nos ensinar que o mais elementar e profundo está na simplicidade das coisas e, a partir delas, recuperarmos nossa habilidade de crer e apostar no lado bom e excelso da vida.

Celebrar um novo ano que se inicia com novas vias a serem exploradas, no aventurar de fluídos 365 dias possíveis de se construir um estado de coisas diferentes, firmado por uma autêntica dedicação entre todas as criaturas. Aprendamos com o entusiasmo dos enamorados que se desejam em sintonia de uma fidelidade amorosa. Amar alguém nos ajuda a exercitar a valiosa ação de entregar-se sem limites para tornar o outro uma pessoa genuinamente bem-aventurada.

Enfim, celebrar o espetáculo da vida que há por detrás das singelas aparências como, por exemplo, na discreta chegada de um passarinho a cantar na janela de nosso jardim interior, inspirando frescor de liberdade revitalizando nossas energias. O inaugurar de um novo dia é uma nova oportunidade de podermos exclamar que estamos vivos; apesar de todo sofrimento, de toda a dificuldade e de todos os desencontros, próprios de nossa vulnerabilidade, somos seres sustentados pela qualidade de nossas esperanças.
Ir. Gleidson, SSS

No hay comentarios:

Publicar un comentario