Blog de comunicación del Escolasticado Latinoamericano Sacramentino

Se ha producido un error en este gadget.

martes, 18 de mayo de 2010

Querida família Sacramentina,
Paz e alegria a todos!
Queria dividir um pouco com vcs os ricos momentos que vivi no Congresso Eucarístico. Primeiramente, agradeço a Deus por fazer parte desta família, que como instrumentos de Deus, contribuíram eficazmente na minha experiência pessoal com Jesus eucarístico e a partir daí viver o encantamento do Mistério Pascal, buscando a cada dia uma relação de maior intimidade com Cristo. Pude perceber, neste Congresso, através das muitas palestras com testemunhos e experiências vividas, a responsabilidade de viver a Eucaristia e ser Eucaristia, fazer-se pão especial que cria unidade para o mundo. Unidade mais que uniformidade, conformidade ou difusão, e sim um jeito de viver comprometido no amor de Deus no qual exercitamos com profunda intimidade na Eucaristia.
Ainda, durante uma das celebrações eucarísticas, onde se fazia memória de São Matias, Dom Walmor nos falou lindamente sobre cultivar a consciência que o chamado vem de Deus. Não é escolha por ocupação de um lugar mas sim obediência à vontade de Deus, se fazendo instrumento de Deus. Essa escolha é sustentada pelo amor, pela experiência de amor a Deus: "Não fostes vós que me escolhestes..." A escolha se concretiza e se torna fonte a partir da capacidade de amar.
Tivemos momentos de profunda reflexão também com Dom João Braz, Arcebispo de Brasília, "COMO A EUCARISTIA ILUMINA O MOMENTO AGORA DA IGREJA?" Precisamos buscar a fonte autêntica que nos ajudará a formar unidade. "COMO FICOU A REVELAÇÃO DA SANTÍSSIMA TRINDADE EM VOCÊ?" FICOU SOMENTE A DOUTRINA?" Não podemos perder a essência: Deus é amor! Só poderemos compreender as coisas se entrarmos na dinâmica do amor. Pode acabar tudo, mas nunca o amor! E o método, Jesus nos diz: "Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. "Nós precisamos ser portadores de Cristo , como pessoas eucarísticas devemos nos tornar ponte para que Jesus chegue ao coração daquele irmão que não vive a Eucaristia, tornando-se Um conosco, nos tornamos o vaso de Deus fazendo assim, da Eucaristia pão da unidade.
Em uma das oficinas que participei, Eucaristia e Antropologia Teológica, deixo para vcs essa reflexão de uma teóloga focolarina Sandra Ribeiro: "NÃO É POSSÍVEL ENTENDER O HOMEM SE NÃO O OLHARMOS A PARTIR DE CRISTO". A partir da visão do homem cristão, como está a vivência do homem hoje? EUCARISTIA: lugar do reencontro e rehumanização da sociedade. Apesar de não ter participado do simpósio de Bioética, através de partilhas com o meu grupo, refletiu-se muito a Eucaristia, pão da vida no mundo. "Eu vim para que todos tenham vida, e vida em abundância". A Bioética não se encerra apenas na ciência, não é apenas hospitalar, é vida também nas casas das pessoas, deve existir o comprometimento e fortalecimento das relações entre as pessoas, valorização da dignidade da pessoa humana com visão integral e da sua vocação.
Queridos irmãos, isso foi só um pouco da graça que Deus me deu de tanto aprendizado e renovação da minha fé. Concluo essa partilha com uma fala de S. Pedro Julião: "Se cada cristão fizer da Eucaristia o centro de sua vida, tudo será transformado: as pessoas, a Igreja e a humanidade". Não posso deixar de mencionar ainda, a presença dos sacramentinos na exposição católica representada pelo Pe. Jesus e alguns leigos sacramentinos de Uberaba, Marilda, Luíza , Glória, Nelo e eu, de Sete Lagoas. Apesar do pouco tempo, a oportunidade do encontro, da convivência fraterna foi algo maravilhoso, onde os laços fraternos se estreitaram e ainda, unidos com o mesmo objetivo, acender uma chama eucarística no coração de todos que visitavam o estande sacramentino.
Grande abraço fraterno,
Viviane - leiga sacramentina

No hay comentarios:

Publicar un comentario